SOB A PONTE REPOUSA O PASSADO

17:33

SOB A PONTE REPOUSA O PASSADO










  • Selo Página 42
  • Romance: drama / literatura brasileira
  • Autor: Leon Nunes
  • Foto de capa: Gail Johnson
  • 16 x 23 cm
  • 192 páginas em pólen soft 80g
  • ISBN: 978-85-94580-00-9


SOBRE O AUTOR
Leon Nunes nasceu em 84 no Rio Grande do Sul. Formado em Administração de Empresas, escolheu a Literatura como único meio de vida. Este é o romance de estreia do autor, que tem no currículo diversos contos em antologias, além de outras duas noveletas publicadas. Mora atualmente na cidade de Balneário Camboriú, em SC.

RESENHA
Nesta obra, Leon Nunes nos apresenta a Djosinsclaw ou Jo Vital - também conhecido no mundo da literatura em que vive como André Vital. Um homem assombrado pela perda dos pais e por um dom sobrenatural, que ele denomina de maldição.
A primeira virada de página, antes do capítulo 1, coloca o leitor a par do tom utilizado pelo narrador, como lêssemos um diário pessoal, com memórias nítidas, expostas desde o primeiro até o último capítulo.
Jo - André é um homem perturbado. A perda dos pais inicia este desequilíbrio. O ritmo utilizado por Leon é constante e faz com que se dê sequência à leitura, para conseguirmos entender o sofrimento de Jo - André.
Se não bastasse isto, Jo se vê diante de um psicopata, disposto a tudo para possuir Jo em toda sua essência, através da morte.
O tema o sequestro do escritor foi trabalhado por S. King, na obra Misery, porém Leon surpreende com a maneira como narra os fatos e o que traz o sequestro e “morte" de Jo - André. Ainda seguindo o mestre King, Leon nos coloca diante do sobrenatural, que Jo não entende e parece não se esforçar em entender, preso ao conceito que tem sobre seus dons.
O antagonista mexe com nossas entranhas. É um personagem viceral. Acredito que ele seja o ponto alto da narrativa de Leon.
A linguagem tem peculiaridades, próprias do autor, o que pode trazer certa estranheza no princípio, mas conforme a história avança, vamos nos acostumando com ela.
Um conselho: não leia em dias nublados, nem em dias de tristeza, porque é necessário mergulhar no mundo de Jo a fim de entender sua mente perturbada, o que pode trazer algum desconforto. É preciso se manter atento às idas e vindas no tempo, utilizadas pelo autor para traçar a linha do tempo de Jo.
Com certeza, um livro para ser apreciado.
Boa leitura!

Você encontra o livro AQUI

Publicações que possam lhe interessar

4 comentários

  1. Deu até um calafrio aqui... "Se não bastasse isto, Jo se vê diante de um psicopata, disposto a tudo para possuir Jo em toda sua essência, através da morte."
    Vai entrar para a lista.
    Parabéns ao autor. Parabéns pela resenha.
    Beijo!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Prepare-se para um mergulho de desequilíbrios, Evelyna.

      Excluir
  2. Gratidão pela resenha; ótima, diga-se. Gratidão.
    Abraços no coração.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Foi uma ótima leitura, Leon. Parabéns e sucesso!

      Excluir