RÉQUIEM PARA A LIBERDADE - TIAGO LEE

17:08



SOBRE O AUTOR

Tiago Lee nasceu em 1980 em Aracaju – SE, onde viveu a maior parte de
sua vida. Formado em tecnologia, trabalha na área há vários anos.
Mudou-se para São Paulo em 2012, onde reside até hoje. Fascinado pela
ficção fantástica de autores como Stephen King, H. P. Lovecraft, J. K.
Rowling e George R. R. Martin, iniciou sua carreira literária submetendo
contos de terror sobrenatural para antologias.

Já publicou em antologias de contos pela Andross Editora, Cultura Editorial e Editora Venus.

No ano de 2015 foi indicado ao prêmio Strix e foi finalista do concurso Brasil em Prosa, realizado pela Amazon Brasil.

SINOPSE

Marko nem sempre foi um homem livre. Deixara para trás seu tempo de
servidão quando ainda era jovem demais para entender o futuro nefasto
que o aguardava. Doze anos então se passaram, até que numa fração de
segundos, ajoelhado no chão lamacento, as mãos atadas e o suor
escorrendo por sua nuca, ele percebeu o erro que carregara por toda a
vida - liberdade não era algo que podia ser recebida de alguém.”

OPINIÃO
Em seu primeiro livro solo, o autor Tiago Lee nos apresenta a dura realidade de quem busca por liberdade. Ele coloca o dedo na ferida do preconceito. No caso de Marko, o protagonista, esse preconceito é derivado à raça/cor e à condição social, o que ainda presenciamos em pleno século XXI.
Não deixa de ser um alerta para nossa sociedade, marcada pela hipocrisia e pela crença de que apenas alguns possuem o direito de bandirem seus estandartes de luta enquanto outros devem permanecer amordaçados no silêncio que escraviza e humilha.
A narrativa de Tiago é boa, bem estruturada e sem pontas soltas. Os personagens mexem com nossas emoções, nos leva a um passeio entre a compaixão e a vingança, o amor e o ódio.
É difícil encontrarmos protagonistas negros e pobres em nossos livros. Tiago teve a percepção necessária para criar esse elemento e inseri-lo em uma narrativa singular, na qual nos deparamos com a dificuldade em Marko se manter no caminho da retidão, sem se transformar em um ser abjeto e nocivo para a sociedade na qual vive.
Marko busca pela liberdade, pela justiça, pela igualdade sem ser cruel. Sua pouca idade o coloca em situações delicadas pelo descontrole normal da inexperiência de vida, mas encontra ao longo do caminho o equilíbrio com a intervenção de outros personagens.
É possível perceber na narrativa de Marko a jornada do herói e alguns arquétipos conhecidos como o camaleão, o guardião do limiar e outros.
A ambientação não é detalhada. Talvez esse seja um ponto que me deixou um tanto frustrada. Imaginar os motivos das separações de classes, como ocorreu a libertação dos escravos, a evolução da sociedade, enfim, são partes que me atraem. Por isso, o livro não é longo. No entanto, essa escassez de informações não comprometeu a história.
Você encontra 'Réquiem Para a Liberdade" nos links abaixo:
Dirato com o autro http://thiagolee.com.br/publicacoes/
Amazon em e-book http://www.amazon.com.br/gp/product/B018YHJB9Q?keywords=r%C3%A9quiem%20para%20a%20liberdade&qid=1452819772&ref_=sr_1_1&sr=8-1

Publicações que possam lhe interessar

0 comentários